22 março 2017

Nenhuma foda merece um piii


Quem foi o filho da puta que pôs um piii no fuck me da senhora? Quem foi a aventesma que se lembrou de rabiscar a azul a canção que dá um pontapé nos tintins da música lalalá e traz o soul de volta à pop? 

Está um gajo a ouvir rádio, a espumar de tesão com a voz da Rihanna, a imaginá-la de pernas escanchadas só para nós e, de repente, cai no abismo. Lá está ela a dizer-nos ao ouvido que está apanhadinha, que podemos encostá-la à parede, que faz tudo para nos ter, que quer dar uma trinca no coiso, tralalá, trucatruca, que está farta dos Brad Pitts da vida e tralalá e mais trucatruca ... E quando chega à parte do tautau, nem um pio.

Foda-se! É na boa mostrar corpos desfeitos, mas, meus amigos, nada de palavrões. Cum'caralho, indecências é que não.

Ouçam lá a coisa aqui. É preta. E azul, segundo a Rihanna. Mas é do caralho! É amor na cuca.

It beats me black and blue,
but it fucks me [ou _______, segundo a versão na rádio] so good
And I can’t get enough
Must be love on the brain

partilha:

2 comentários: